O Projeto

O Laboratório de Ensino de Ciências e Tecnologia da Escola do Futuro da USP pretende proporcionar através deste projeto a transversalidade e a interdisciplinaridade, a valorização de atividades práticas que permitam a integração de diferentes disciplinas.
Neste projeto transversal - Meio Ambiente: Amazônia - pretende-se, através do estudo comparativo de amostras de águas do Rio Negro (AM), Rio Solimões (AM) e Rio Paraíba do Sul (SP), analisar o crescimento diferencial de algas. Através desta temática pretende-se discorrer tópicos através da biologia, química, geografia, geologia e outros.


Objetivos
O tema transversal Meio Ambiente tem como objetivo principal contribuir para a formação de cidadãos conscientes, aptos a atuar na realidade socioambiental de maneira comprometida com a vida, com o bem-estar de cada um e da sociedade (PCN, 1998).
Os objetivos específicos do projeto são:
· Perceber em diversos fenômenos naturais, encadeamentos e relações de causa e efeito que condicionam a vida no espaço (geográfico);
· Relacionar o conhecimento das diversas disciplinas para o entendimento de fatos ou processos biológicos;
· Descrever processos e características do ambiente ou dos seres vivos, observados em microscópio ou a olho nu;
· Apresentar suposições e hipóteses acerca dos fenômenos em estudo;
· Apresentar de forma organizada, o conhecimento apreendido, através de textos, desenhos, esquemas, gráficos, tabelas; e
· Formular e expressar questões, diagnósticos e propor soluções para problemas apresentados.


Bibliografia

AIDAR-ARAGÃO,A. & VIEIRA, A. A. H. Cultivo de micro-algas planctônicas de águas continentais e marinhas no Brasil. In: Algas: a Energia do Amanhã. Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo, 1-5, 1986.

AOKI S., NOMURA Y., MIZUTANI H., HASHIMOTO O., MATSUOKA M. Effect of wool powder on violacein formation by Chromobacterium violaceum. Sen-i gakkaishi . 53(10), 453-460, out 1997.

BICUDO, C. E. M., BICUDO, R. M. T. Algas de águas continentais brasileiras. São Paulo: FBDE, 1970.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental: Introdução aos Parâmetros Curriculares Nacionais / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.
CALDAS, L. R. Um pigmento nas águas negras. Ciência Hoje. Vol.11, no. 64,p. 56-67, 1990.

DURAN, N. Violaceína: a descoberta de um antibiótico. Ciência Hoje. Vol.11, no. 64,p. 58-59, 1990.

JOLY, A. B. Botânica: introdução à taxonomia vegetal. São Paulo: Editora Nacional, 1993.
MARZZOCO, A. e TORRES, B. T. Bioquímica Básica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1990.

PETER, H. R., RAY, F. E., SUSAN, E. E. Biologia Vegetal. Rio de Janeiro Guanabara Koogan, 1996.

SILVA, A. H. M. E. Análise sistemática das águas do rio Paraíba do Sul. Rio de Janeiro: S. N, 1976.

WALKER, Ilse. Ecologia dos Igarapós e Igarapés. Ciência Hoje. Vol.11, no. 64,p. 44-53, julho 1990.