O PROJETO BORBOLETA

O Projeto Borboleta proporciona aos alunos de educação básica a investigação de alguns processos fisiológicos e ecológicos dos insetos, em especial dos lepidópteros. Para isso, foram organizadas diversas atividades relacionadas com a criação e acompanhamento de larvas, bem como com a identificação e classificação de adultos.
O trabalho com as larvas de borboletas permitirá que o aluno acompanhe todo o ciclo de vida de um inseto, desde a fase jovem até a adulta. Realizando as atividades propostas, ele verificará as mudanças morfológicas que ocorrem durante o processo de desenvolvimento. Além disso, ele poderá investigar fatores que interferem na metamorfose desses insetos, tais como temperatura e alimentação da larva.
Também será possível comparar e discutir os dados coletados com outros alunos participantes do projeto através da utilização de ferramentas de comunicação disponíveis na Internet. Utilizando o formulário eletrônico e o fórum do LECT alunos de diversos pontos do país podem trocar informações, dados e outras questões pertinentes.

OBJETIVOS

1. Estudar a metamorfose de insetos:
a) Através da observação direta das fases do ciclo de vida de lepidópteros.
b) Verificando a influência dos seguintes fatores na duração de cada fase da metamorfose:
- Temperatura
- Alimentação
- Habitat

2. Estudar diversos temas relacionados os insetos de acordo com os objetivos do ciclo, tais como:
a) características do grupo e classificação;
b) alimentação, sentidos, respiração, excreção, reprodução;
c) importância ecológica.

3. Utilizar ferramentas de comunicação disponíveis na Internet para a busca de informações, troca de dados e discussão entre os diferentes participantes do projeto.

AGRADECIMENTOS

A profa Itanira Heineberg, pelas idéias e inspiração.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

AVENTURA VISUAL. Borboletas e mariposas. São Paulo: Ed. Globo, 1990.

AVENTURA VISUAL. Insetos. São Paulo: Ed. Globo, 1991.

BARNES, R.S.K.; CALOW, P. & OLIVE, P.J.W. Os invertebrados: uma nova síntese. Editora Atheneu, São Paulo. 1995.

SCHIMIDT-NIELSEN, Knut. Fisiologia Animal - Adaptação e Meio Ambiente.São Paulo: Livraria Santos Editora, 1996.

TACLA, Almenor e MORELLO, Maria Cecília Mattos. Como vivem os insetos. (Coleção O Universo da Ciência). São Paulo: Ed. Scipione, 1989.

LORENZI, H. Árvores Brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. São Paulo: Editora Plantarum, 1992.

MATTHEUWS, Robert W., FLAGE, Lynda R., and MATTHEUWS, Janice R., Insects as teaching tools in Primary and Secondary Education. Ann. Rev. Entomol. 1997. 42:269-89

MENEZES, Luis Carlos de. Ensinar ciências no próximo século. In: HAMBURGER, Ernest W. e MATOS, Cauê (orgs). O desafio de ensinar ciências no século XXI. São Paulo: EDUSP, 2000. 349p.

ORÓ, Ignasi. Conhecimento do Meio Natural. In: ZABALA, Antoni (org.) Como trabalhar os conteúdos procedimentais em aula. Artmed: Porto Alegre, 1996.

SILVA, Circe Mary Silva da, LOURENÇO, Simone Torres, CÔGO, Ana Maria. O ensino aprendizagem da matemática e a Pedagogia do Texto. Brasília: Plano Editora, 2004.

Teixeira, E. P.. Brassolis sophorae e Brassolis astyra: pragas de palmeiras e coqueiros. 2006. Artigo em Hypertexto. Disponível em: <http://www.infobibos.com/artigos/pragas/lagartapalmeiras/index.htm>. Acesso em: 15/9/2006