O Projeto

Criado em fevereiro de 1997, alunos de escolas públicas e particulares têm a oportunidade de trabalhar com girinos da Rã-touro-gigante observando as modificações que ocorrem durante a metamorfose.

 

Objetivos

1.
Estudar a metamorfose de girinos da rã-touro (Rana catesbeiana)
     
 
a.
Verificar a influência da temperatura da água na metamorfose dos girinos.
 
b.
Demonstrar a relação entre o hormônio tiroxina e a metamorfose dos girinos.
 
c.
Reconhecer as fases da metamorfose dos girinos.
 
2.
Estudar diversos temas relacionados aos anfíbios de acordo com a série dos alunos que irão participar tais como:
     
 
a.
características do grupo e classificação
 
b.
diferenças entre sapos, rãs e pererecas
 
c.
canto (ou vocalização) dos anuros
 
d.
tipos de reprodução (direta ou indireta) dos anfíbios
 
e.
respiração nos anfíbios
 
f.
curiosidades folclóricas a respeito dos anfíbios
 
3.
Utilizar a rede INTERNET como ferramenta essencial para a busca de informações e troca de dados entre os diferentes participantes do projeto.
 


Assuntos sugeridos para
discussão durante o projeto

 

  • Reprodução, nascimento, crescimento, desenvolvimento animal;
  • Cadeias e teias alimentares;
  • Adaptação dos seres vivos ao ambiente: terrestre, aquático, arborícola;
  • Tipos de nutrição: autotrófica, heterotrófica e mixotrófica;
  • Funções dos nutrientes: estrutural, energética e reguladora;
  • Relações entre os seres vivos: predação, mutualismo e parasitismo;
  • Relações entre fatores bióticos (seres vivos) e abióticos (luz, temperatura, umidade, solo, água): ciclo da matéria, fluxo de energia, a distribuição da vida no planeta;
  • Principais ecossistemas brasileiros e anfíbios relacionados a eles;
  • Distribuição geográfica dos anfíbios das diferentes famílias;
  • Os hormônios e seus efeitos no organismo;
  • Interferência do homem: caça, pesca, exploração vegetal, desmatamento, queimadas, utilização de agrotóxicos, lançamento de resíduos poluidores, exploração inadequada do solo;
  • Procedimentos de proteção e recuperação do meio ambiente: legislação, fiscalização, criação de reservas e parques, organização de sociedades de proteção.

Bibliografia Consultada

Segue uma lista de livros a respeito de anfíbios, que pode ser encontrada na Biblioteca do Instituto de Biociências da USP:

Amabis, J. M. & Martho, G. R. 1988 Curso Básico de Biologia. Vol. 2 Os Seres Vivos. Editora Moderna. 476pp.

Attenborough, D. 1979. A Vida na Terra. Martins Fontes. 352pp.

Bokermann, W. C. A. 1966. Lista anotada das localidades tipo de anfíbios brasileiros. São Paulo, Serviço de documentação: RUSP. 181pp.

Bokermann, W. C. A. & Sazima, I. 1974. Os Sapos. Revista dos Amigos da Mercedes Benz do Brasil S/A Edição no 38, ano VII, 11pp.

Dodd, M. H. I. & Dodd, J. M. 1976. The Biology of Metamorphosis. Cap. 10. p 467-599. IN: Lofts, B. (ed). 1976. Physiology of the Amphibia. Academic Press, New York. Vol. 3, 644pp.

Duellman, W. E. & Treb, L, 1986. Biology of Amphibians. McGraw-Hill Book Company. New York. 670pp.

Eckert, P., Randall, D., Augustine, G. 1988 Animal Physiology. Mechanisms and adaptations. W. H. Freeman and Company, New York. 683pp.

Gilbert, L. & Frieden, E. (eds) 1981. Metamorphosis - A Problem in Developmental Biology. Plenum Press. New York/London. 578pp.

Gilbert, S. F. 1994. Developmental Biology (4a ed.) Senauer Assoc., Inc. Publ. Sunderland, Massachusetts. 894pp.

Haldane, J. B. S. & Huxley, J. 1929.Biologia Animal. Manuel Aguilar ed. Madrid, 413pp.

Hanke, W. (ed) 1990. Biology and Physiology of Amphibians. Gustav Fischer Verlag. Stuttgart. 414pp.

Hildebrand, M. 1995. Análise da Estrutura dos Vertebrados. Atheneu Editora São Paulo. 700pp.

Hoar, W. S. 1966. General and Comparative Physiology. Prentice Hall, Inc. 815pp.

Knut Schimidt-Nielsen, 1996. Fisiologia Animal. Adaptação e Meio Ambiente. Santos Livraria Editora. São Paulo. 600pp.

Morellato, L. P. C. (org.) 1992. História Natural da Serra do Japi - Ecologia e Preservação de uma floresta no sudeste do Brasil. Editora da Unicamp/FAPESP (co-edição). 321pp.

Noble, G. K. 1931.The Biology of the Amphibia. McGraw Hill Book Company, New York. 577pp.

Pough, F. H.; Heiser, J. B., McFarland, W. N. 1993. A vida dos Vertebrados. Atheneu Editora. São Paulo, 882pp.

Rugh, R. 1951. The Frog Reproduction and Development. Bladiston Company Philadelphia. 336pp.

Vieira, I. M. 1985. Rãs. Criação, prática lucrativa 4a ed. Livraria Nobel. São Paulo. 230pp.

Zarrow, M. X., Yochim, J. M. , MacCarthy, J. L. 1964. Experimental Endocrinology. A sourcebook of basic techniques. Academic Press. New York. 519pp.

Zug, G. R. 1993. Herpetology - An Introduction Biology of Amphibians and Reptiles. Academic Press, Inc. 527pp.